Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-settings.php on line 517

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-settings.php on line 532

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-settings.php on line 539

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-settings.php on line 575

Strict Standards: Declaration of Walker_Page::start_lvl() should be compatible with Walker::start_lvl(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 594

Strict Standards: Declaration of Walker_Page::end_lvl() should be compatible with Walker::end_lvl(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 594

Strict Standards: Declaration of Walker_Page::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 594

Strict Standards: Declaration of Walker_Page::end_el() should be compatible with Walker::end_el(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 594

Strict Standards: Declaration of Walker_PageDropdown::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 611

Strict Standards: Declaration of Walker_Category::start_lvl() should be compatible with Walker::start_lvl(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 705

Strict Standards: Declaration of Walker_Category::end_lvl() should be compatible with Walker::end_lvl(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 705

Strict Standards: Declaration of Walker_Category::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 705

Strict Standards: Declaration of Walker_Category::end_el() should be compatible with Walker::end_el(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 705

Strict Standards: Declaration of Walker_CategoryDropdown::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/classes.php on line 728

Strict Standards: Redefining already defined constructor for class wpdb in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/wp-db.php on line 316

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/cache.php on line 103

Strict Standards: Redefining already defined constructor for class WP_Object_Cache in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/cache.php on line 425

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/query.php on line 21

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/theme.php on line 623

Strict Standards: Redefining already defined constructor for class WP_Dependencies in /home/content/30/3256230/html/personaltrainer/wp-includes/class.wp-dependencies.php on line 15
 Personal Trainer BRAZIL | Músculos Sintéticos - Esteróides Anabolizantes
// you’re reading...

Uncategorized

Músculos Sintéticos - Esteróides Anabolizantes

Músculos Sintéticos

Os esteróides anabolizantes vêm sendo consumidos indiscriminadamente por jovens que querem aumentar os músculos em tempo recorde. Um Professor de Educação Física da Unesp de Rio Claro realiza
pesquisa que traz perfil dos usuários destas drogas que podem até levar à morte.

por Reginaldo Martins

Verão, como todos sabem, é aquela época em que invariavelmente devemos ser mais felizes, mais saudáveis e, claro, mais bonitos. Existe aquele cidadão comum que passa a olhar aquela cinturinha de botijão de gás desenvolvida carinhosamente durante anos, com desdém e remorso. E hora de malhar, suar e fim aos prazeres etílicos.
Mas para muita gente, a busca por um corpo ideal é uma meta a ser alcançada a todo custo que pode muitas vezes provocar efeitos colaterais irreversíveis. Para este grupo, músculos inacreditáveis, vasos sanguíneos em alto-relevo e cara de mau são as qualidades necessárias para o sucesso pessoal. E claro que nem sempre malhar é o suficiente e a utilização de esteróides anabolizantes torna-se uma solução rápida e duradoura.
O assunto é tabu entre esportistas e fisioculturistas, mas graças a uma pesquisa inédita realizada pelo professor de Educação Física Carlos Alberto Anaruma, do Instituto de Biocências da Unesp de Rio Claro, a questão vem mais uma vez à tona. Os anabolizantes, que pelo efeito danoso, deveriam ser tratados como problema de saúde pública, vêm sendo vendidos em farmácias como doce de padaria, sem o menor critério.
No mundo dos esportes, não são poucos os casos de dopping apontados pelo uso de anabolizantes. Mas pelo menos, estes, juntamente com os fisioculturistas, seguem uma prescrição médica que pode evitar o pior. O que preocupa os médicos são aqueles jovens leigos que pretendem encontrar nos anabolizantes a verdadeira salvação, utilizando-os de forma indiscriminada.
Em sua pesquisa, Anaruma teve como objetivo traçar o perfil psicológico dos usuários de esteróides, além de identificar o grau de conhecimento desses consumidores sobre a droga. O trabalho mostra que a maioria dos que tomam anabolizantes desconhecem seus efeitos prejudiciais. Psicologicamente não se sentem bem com o próprio corpo e buscam nos esteróides a sensação de bem-estar.

Professores de musculação diferem opiniões.

Claro que para muitos, a utilização destes produtos não é este bicho-de-sete cabeças. E o caso do professor de musculação e fisioculturista Fernando Luiz, para quem os esteróides, assim como qualquer outro “remédio” têm seus efeitos de tolerância e dependência. “Ao mesmo tempo em que existem estes loucos que tomam sem o menor rigor, existem crianças que utilizam os anabolizantes por questão de saúde”, argumenta Luiz e avisa “Todo esporte se utiliza de anabolizante”.
Segundo o professor, a utilização destas drogas sintéticas está longe de ser um problema de saúde pública. “O percentual de problemas com os esteróides é muito menor do que com drogas como anfetaminas, soníferos e remédios para emagracer”, afirma. E Luiz garante: os efeitos maléficos dos anabolizantes são reversíveis.
“Os esteróides apresentam uma parte boa e uma parte ruim”, explica. A boa, segundo o professor, é a chamada anabólica, a qual acelera a síntese protéica e a recuperação celular do organismo. A ruim é a andrógena, que entre outras coisas provoca a virilização da mulher e câncer de próstata e esterilização no homem. “Mas só no caso do uso exagerado e prolongado”, afirma.
Luiz fala como um expert. Fisioculturista premiado, revela que ele mesmo, há 6 anos, já tomou anabolizantes. Mas hoje prefere os produtos naturais direcionados a atletas. De acordo com Luiz, os produtos naturais, além de trazerem benefícios para a saúde, podem se igualar no que os anabolizantes oferecem de bom, seja lá o que for. “Ao invés de simplesmente injetar harmónios é muito mais vantajoso estimulá-los”, ressalta.
Mas o professor revela que não são poucos os alunos que o procuram em busca de algum tipo de prescrição para utilização de anabolizantes. “Aí eu tenho que trazê-los para o meu mundo, que é a utilização de coisa naturais. Prescrever é coisa de rato de academia”, salienta. Aos 28 anos, e 12 de musculação, Luiz é bi-campeão paulista em Fisioculturismo e terceiro colocado no brasileiro, todos categoria Júnior. Na categoria Sénior meio-médio foi vice-campeão do interior paulista. “Quero ser o velhinho mais sarado do país”, brinca.
Já o também professor de musculação Eumenes Júnior, o Mendinho, não é nem um pouco condescendente com os anabolizantes. Quem procura os anabolizantes são na maioria das vezes, jovens que querem perder gordura e aumentar a massa muscular rapidamente. Ele traça o perfil de um sujeito “bombado”: “São pessoas agressivas, com um físico bem atarracado e extremamente narcisistas. Ele deixa o lado corporal de lado e só se preocupa com a estética”, diz.
Mendinho salienta que o problema principal dos anabolizantes é que seus efeitos colaterais só aparecem a longo prazo. Muitas vezes depois de 10 anos de utilização. “O uso de esteróides no Brasil começou nos anos 80. O Rio de Janeiro é que comanda tudo isto”, revela. Em Ribeirão, Mendinho diz que tudo “rola debaixo dos panos”.
O professor, que já participou de várias competições de fisiculturismo, afirmo que nunca tomou anabolizantes, apenas aminoácidos (proteínas pré-digeridas) que no mais também são criticados pelos médicos. “Eu competi durante 2 anos, mas larguei porque é uma área que tem que usar anabolizantes”, garante. Para Mendinho, os esteróides provocam tantos males que chega ser inacreditável que seja vendido em farmácias sem o menor critério. “90% das pessoas que utilizam estas drogas, desconhecem seu males”, afirma.
Usuários são neuróticos
A maioria dos usuários de esteróides são pessoas que sofrem de neurose, narcisismo e inadequação social. É o que afirma o ortopedista e médico de esporte Jayme de Paula Gonçalves.”Muitas pessoas são inseguras quanto aos seus valores intrínsecos e esperam obter maior aceitação social através de uma estrutura física que transmita ideia de fortaleza interior e exterior”, explica.
Jayme enumera o que ele define como as três categorias de usuários de anabolizantes. Os fisioculturistas profissionais, que ganham a vida mostrando o corpo; os atletas de elite, que disputam competições de alto nível e os adolescentes que procuram obter o aumento do volume de massa muscular em menor prazo. “Nesta última categoria, ao contrário das duas primeiras, não existe qualquer acompanhamento médico para detectar algum tipo de problema”, afirma.
O ortopedista diz ainda que os principais esportes onde o anabolizante é utilizado são: natação, vôlei e atletismo.”São esportes que requerem grande rigor físico”, denota. Mas se adianta em afirmar que em Ribeirão, não conhece nenhum atleta que tome anabolizantes. “Pode acontecer nas grandes cidades”.
Jayme diz que muitos atletas se arriscam na utilização dos anabolizantes para não caírem de produção e, consequentemente, perderem seus patrocínios. “O problema não é tomar ou não tomar esteróides, e sim ser apanhado no dopping”, revela.
Como bom médico, Jayme defende a classe. “Os médicos são os que menos prescrevem a utilização de esteróides”, ressalta e continua “Os técnicos que trabalham com o desenvolvimento da massa muscular são os grandes experts no assunto. Mas são casos particulares”. Seriam os ratos de academia? “Quando procurado, o instrutor sensato deve sair pela tangente”, responde o ortopedista.
Segundo Jayme, quando o sujeito ingere os esteróides em grandes quantidades os efeitos são devastadores. Primeiro: pode ocorrer uma grande sobrecarga hepática e uma lesão no fígado que leva à morte. Segundo: desequilíbrio hormonal que causa hipertrofia muscular e atrofia órgãos, como os testículos.
Por outro lado, diz o médico, os esteróides interferem na esfera psíquica, muitas vezes tornando o indivíduo mais agressivo e com dificuldade em se controlar. “Basta dizer que o criminoso mais perigoso e cruel é o adolescente que está sob efeito de altas doses de Testosterona, normal nesta etapa da vida do indivíduo. É a fúria do esteróide”.
Jayme salienta que, por lei, os esteróides só devem ser vendidos com prescrição médica. “E o médico só pode receitar o anabolizante se o paciente apresentar uma patologia que justifique sua utilização. Desnutrição, por exemplo”, conclui.

Discussion

No comments for “Músculos Sintéticos - Esteróides Anabolizantes”

Post a comment